Há solução para a poluição nas grandes cidades?

poluição

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), 6,5 milhões de pessoas morrem a cada ano em conseqüência de doenças respiratórias, o indivíduo, a poluição da atmosfera.

Além disso, 90% da população morava em áreas onde a qualidade do ar de um pouco de falta de normas. Em cidades pequenas, Paris, Madrid, Pequim, São Paulo e cidade do méxico, por exemplo, a poluição ambiental, o problema foi na vida cotidiana e incontrolável.

Para o dr. Paulo Saldiva, médico especialista em ecologia e recursos naturais, o clima e o professor da Universidade, a Faculdade de medicina de São Paulo (USP) tem a solução para combater o problema. Mas junto com isso, e há uma resistência dos governos aplicar medidas eficazes para melhorar a qualidade do ar.

“A poluição do ar relacionada com os hábitos que garantem o nosso conforto”: carros, de calor, de energia elétrica em abundância. Além disso, a indústria automotiva, mineração, petróleo, entre outros, gera um grande número de postos de trabalho. A questão é mais política do que técnica“, explica ele.

O especialista lembrou que, no caso da câmara municipal de Dublin, que decidiram proibir o uso de carvão como fonte de energia no início da década de 1990, no final, sob muitos protestos. Mas no ano seguinte, a decisão, a queda, o importante é a quantidade de mortes e hospitalizações por doenças cardiorrespiratórias e também a bronquite crônica

Em resumo o que é preciso para cuidar das grande cidade contra a poluição?

Para ele, é preciso tomar novas decisões, e a mobilidade da massa. “As pessoas, o movimento, mais porque o custo de vida nas grandes cidades acima, e eles são forçados a se mover criará. Há uma alternativa, como usar carros, total e, em breve, o movimento em algumas centrais. Eu prevejo que os combustíveis fósseis, motor, como dominante, ou seja, em um dia”, disse o especialista.

Aproveite o e-book grátis sobre Bronquite